domingo, dezembro 31, 2006

Mensagem de fim de ano!


"Que as engrenagens do tempo, no novo milênio, movam tua alma, e que esta se propague como o som e conquiste o espaço"

Esta mensagem foi enviada pelos Correios a alguns de nossos admiradores, graças ao trabalho de André e Marcos. Acho que foi no final do ano de 2005 ou 2004 (a memória me falha!). Apesar do tempo, acreditamos que ela continua mais atual que nunca!

Mais uma vez, agradecemos de coração a todos que colaboram e ajudam, seja de uma forma ou de outra. Relacionar nomes seria injusto, pois infalivelmente esqueceríamos alguém (afinal, são 10 anos!), mas todo aquele que ler esta mensagem sinta-se agradecido pela comunidade Modus Operandi!

Um feliz ano novo!! Em 2007 voltaremos com força total e com novidades!!

sábado, dezembro 23, 2006

Por onde anda a Modus Operandi???

Afinal, algumas pessoas devem estar se perguntando: "Por onde andam os membros da Modus Operandi??" ou "O que aconteceu com a banda, que sumiu??"
Bem, com o intuito de prestar esclarecimentos a população, aí vão as devidas respostas:
1 - O "furadeirista" Marcos Sampaio encontra-se em viagem de férias, neste momento ele está na cidade de Condeúba (onde???!!!!) visitando a sua querida sogra (sim, ele é um pai de família!!! Ou vocês achavam que não??), ele deve voltar no dia 15 de janeiro.
2 - O baixista André ainda se encontra no Piauí, onde foi para tratamento de saúde e para acompanhar sua filha e sua esposa que vão morar lá (sim, ele também é um pai de família!! Ou vocês achavam que não?), ele aproveitou para realizar alguns trabalhos com ONGs por lá e tudo indica que também deverá voltar agora em janeiro.
3 - O baterista Eduardo dEUS está em sua casa acompanhando o crescimento de sua recém nascida filha (sim, AGORA ele é um pai de família!! Ou vocês achavam que não?), ou seja, está de licença paternidade; que no caso da nossa banda, será extendida.
4 - O vocalista/tecladista David está envolvido numa nova produção reunindo a Modus e outras excelentes bandas (aguardem!!) a ser realizada provavelmente em março de 2007, também tem trabalhando muito. E ainda NÃO é pai de família!! Ou vocês achavam que sim?
Portanto, só voltaremos realmente as atividades em janeiro de 2007, e com força total!! No mais, a banda aproveita para desejar um faliz Natal a todos que acompanham nossa trajetória e um ano novo repleto de realizações e conquistas (nós todos precisamos!!).
E você?? Deixe sua mensagem para a banda nos posts abaixo, faça deste blog uma ferramenta mais participativa!! Apareça!!
Abraços a todos!!!

sexta-feira, outubro 20, 2006

Mais um pra lista!!! (André Black Bell)


Hoje é um grande dia. Te matarei amanhã. Talvez o amanhã tenha passado e você, roqueiro, ainda terá a chance de ler um dos maiores clássicos da literatura mundial: O Retrato de Dorian Gray, obra-prima parida pelo(a) Sr(ª) Oscar Wilde (1854-1900).

Sem muitos rodeios, este(a) gênio(sinceramente, nunca soube o feminino de tal palavra) conseguiu neste conto desnudar toda a corrupta sociedade vitoriana, dissecando exatamente os costumes e ideais perseguidos pelos(as) ingleses(as) daquela época. Época em que a existência do(a) autor(a) jamais encontraria espaço.

Dorian Gray é um jovem que tem como salvo conduto a sua rara beleza. Após posar para um renomado pintor, ele acaba desejando que o tempo se encarregue de conservar a sua juventude da mesma forma que ela está eternizada no belo retrato, recém-pintado. O trânsito de Dorian por todas as camadas da sociedade britânica, o culto formado ao seu redor, bem como a influência causada nas vidas das pessoas que ele se aproxima são os elementos que tornam este suspense encantador.

Leitura indicada nestes tempos de top models, anabolizantes, anorexia, bulimia, overdoses e outros hypes do momento.

sábado, outubro 14, 2006

Um livro fundamental!! (David Vertigo)


Dando prosseguimento, agora cada um da Modus irá abordar uma obra literária que considera de grande valia e que serviu de inspiração para nossa música:
"O Circo dos Horrorres e outras histórias" de Everaldo Moreira Véras é um livro de contos fantásticos que a primeira vista pode parecer bastante semelhante as obras de Franz Kafka. Não é. Ao avançar as páginas, o leitor irá decobrir um mundo onde situações limite pressionam os protagonistas a tomar atitudes extremas, muitas delas com consequências absurdas!!
É o caso do conto que dá origem ao título do livro, onde dois candidatos a vaga de mágico no Circo dos Horrorres enfrentam-se num embate de desfecho impressionante. Ou no conto "O Caminhão", mostrando um homem que passou a vida inteira batalhando por um caminhão quando de repente, num golpe do destino, é colocado num desafio em seu trabalho onde o prêmio é o tão sonhado objeto de desejo. As histórias do livro, embora diferentes entre si, sempre abordam pessoas em conflitos existenciais onde o mais fantástico é que qualquer um de nós pode estar passando por algo semelhante. Trincheiras que podem levar o homem ao limite da sanidade, da incerteza...Afinal, onde termina o que é certo e começa o que é errado??
O livro me impressionou tanto, que fiz uma música instrumental do mesmo nome da obra genial do escritor Everaldo Moreira Véras. Para os interessados: esta coletânea de contos foi publicada pela editora FTD, integrando a coleção "Falas Contemporâneas - Contos". Não deixe de ler!
E pensar!

sábado, setembro 09, 2006

Um Disco Marcante! (Marcos Sampaio)

No ano de 1993 Arnaldo Antunes após se afastar da mais famosa e bem sucedida banda do rock nacional (Titãs) recrutou um time de músicos de primeira: Edgar Scandurra-guitarras/efeitos, Paulo Tatit-baixo, Arto Lindsay-guitarra/programações, Peter Price-percussão com objetos e Zaba Mureal-teclados/programações.
E mergulhou de cabeça no seu trabalho solo. O resultado deste encontro é o disco/livro/vídeo "Nome".Músicas como:"Nome","O Macaco","Diferente" são exemplos da genialidade deste alquimista das palavras.
Uma verdadeira aula de experimentalismo,música popular e poesia concreta.

sexta-feira, setembro 01, 2006

Um Disco Marcante (André Black Bell):


Atenção góticos e satanistas de plantão: eis a prova definitiva de que nenhum dos famosos "trues" ou "extremes" (de Alice Cooper e Black Sabbath aos contemporâneos Impaled Nazarene e Marilyn Manson) foram os responsáveis por abrir as portas do mundo da música para o capeta! O autor de tal façanha foi o Sr. Jalacy Hawkins (1929-2000) que atendia pela alcunha de Screamin' Jay Hawkins.

Não vou escrever sobre o seu falecimento num palco, em plena atividade, na cidade que tanto amou ( I Love Paris de Cole Porter), nem dos 75 filhos que compareceram ao seu funeral e que ele sequer conheceu qualquer um deles.


Vamos fazer uma viagem de volta ao continente americano da década de 50, mais precisamente nos E.U.A.: neste período a segregação racial atingia o seu apogeu tendo como referência máxima o apartheid sulafricano. Inúmeros filhos da diáspora africana se organizavam em grupos políticos, religiosos e culturais de resistência para fazer uma gigantesca frente de resistência ao maior de todos os tentáculos do capitalismo. Da mesma forma em que no Brasil estas ações estavam representadas, entre outras, no Samba, no Candomblé, na Capoeira, nos impactos causados pela Frente Negra, organização política e paramilitar já extinta na época, e no T.E.N. ( Teatro Experimental do Negro ), o Blues foi uma das principais armas musicais utilizadas pelos cabras do andar de cima deste imenso continente.

Um Estados Unidos próspero graças à vitória na Segunda Guerra Mundial, dos anos dourados de sua indústria automobilística dominante em todo o planeta, que nem de longe lembrava a "biela" em que passou com a crise da bolsa de valores na década de 20. Um país cuja sociedade estava essencialmente pautada nos valores cristãos, moralistas, empreendedores, capitalistas e brancos. Neste mesmo lugar, um bluesman resolve ultrapassar a linha existente entre o trinômio vodu-putaria-malandragem guetizado e o mundo do politicamente correto dos Sinatras da vida, tendo como objetivos mostrar uma das maiores grandezas de seu povo, assombrar as boas famílias brancas e cristãs, bem como sequelar os seus "anjinhos" (que viviam grudados na tevê à espera do simpático Gato Félix ou do Superman que garantia a existência da nova ordem em todo o planeta, segundo os seus conceitos de harmonia) a partir daquela geração. Tudo isso de forma sarcástica, assombrosa, talentosa e bem humorada na música pop.

O fato é que o norte da américa jamais esteve preparada para assistir as performances ao vivo de um "negão dus infernu" com direito a caixões, velas, caveiras flamejantes, objetos satânicos, em que o sexo bizarro, o canibalismo, o inferno e todas as potestades que lá habitam, entre outras "pérolas", eram temas constantes dos seus shows.

A sua voz semelhante a urros de "sucurí-esquizofrênica-e-possessa-por-falta-de-comida-na-beira-do-rio" está registrada em canções psicóticas como I Put a Spell on You (gravada com a banda totalmente alcoolizada), I Hear Voices (sobre o momento histórico em que o mestre tem a honra de receber a visita do chifrudo e toda a sua côrte em casa), Alligator Wine (o melhor registro artístico-musical das "viagens" e sequelas causadas pelo consumo de uma garrafa de vinho São Jorge), Feast of the Mau Mau ( referência cômica e direta do seu alter-ego, a famosa tribo queniana, que tem como esporte predileto atacar europeus desavisados que praticam safaris pra'quelas bandas de lá) e Constipation Blues ( uma singela homenagem à popular "dor de cagar"), só para citar algumas!

O mundo de Screamin' Jay Hawkins pode descrito como o blues sônico, trovejante, aloprado, putanheiro, histérico, muito doido elevado à potência enésima jamais visto, lido e ouvido, feito por um cara que acredito que soube viver e sobreviver a todo o contexto descrito nestas linhas.

E como falar de música sem a presença da mesma é sacanagem, deixo disponível o disco que ilustra este post para download (é só clicar na foto acima).

Sugestão: vá na geladeira, pega aquela garrafa de São Roque esquecida no fundo da geladeira, daquele antológico churrasco em sua casa com direito àquela performance do seu pai bêbado em cima da mesa, em exposições de pentelhos grisalhos, saco pelancudo, bunda caída e vômitos mil aos embalos de "vixe mainha" pros seus coleguinhas, pra sua nova(o) namorada(o), e som na caixa!!!

terça-feira, agosto 29, 2006

Um Disco Marcante (Eduardo dEUS)

"Com esta crescente e justa valorização e aceitação de nós negros hoje na sociedade, se torna oportuno escrever sobre o "ídolo negro"da música brasileira, pós Roberto Carlos, filho de uma prostituta, alcoolátra, de infância pobre vivendo em internato e que não conheceu os pais, foi abandonado ao nascer no lixo em Campo dos Goitacases-Rj, em 1948.
Como podem ver, tem tudo para ser um personagem de uma das composições de Tom Waits. Falo de Evaldo Braga que, com apenas dois discos: O ÍDOLO NEGRO (1971) e O ÍDOLO NEGRO vol.2 (1972) ,foi capaz de nos brindar com verdadeiros clássicos da música brasileira, taxado como "brega", mas, eu diria: música de qualidade. Canções como: Sorria,sorria/A cruz que carrego/Eu não sou lixo e Noite cheia de estrelas, (esta última, fora interpretada no filme MADAME SATÃ por Lázaro Ramos). Estas canções retratam muito bem a vida levada por Evaldo Braga.
O "ìdolo negro" Evaldo Braga teve uma carreira relâmpago mas, de estrondoso sucesso, fora interrompido de provar mais deste sabor aos 25 anos de idade em 31 de Janeiro de 1973, num acidente automobilistico em Três Rios-Rj, completamente embriagado. Talvez estivesse cantando uma das suas canções: A vida passando por mim preciso esquecer/assim como estou é inútil que vou fazer?"

quarta-feira, agosto 23, 2006

Um Disco Marcante (David Vertigo)

A partir de agora, cada membro da Modus irá postar um pequeno comentário sobre um disco que ouviu e que foi marcante, seja como influência na formação musical ou apenas como ouvinte. Quem estréia esta seção é o Digitador/vocalista David:
"Acho que foi entre 1992 e 1993, um amigo meu chamado Rodrigo (Kigo, que mais tarde também tocaria na Modus) foi até minha casa levando dois discos: um era o "Once Upon a Time" de Siouxie & The Banshees e o outro foi "Substance" do Joy Division. Ele disse: "Cara, ouça estes discos, achei este tipo de música muito triste, talvez você goste!". Lembro que passei rapidamente o disco de Siouxie, na época não gostei muito, e logo depois corri para ouvir o Joy, pois já tinha lido sobre o suícido do vocalista Ian Curtis. Fiquei imediatamente encantado e hipnotizado com aquele tipo de música:, os climas, os vocais sombrios, o som do baixo na frente da guitarra (foi o que me influenciou a tocar baixo), tudo!! Sempre que ouço este disco tenho a mesma sensação, é inesquecível o final de "Leaders of Men" com aquelas guitarras, o instrumental de "Incubation", o ritmo de "Autosuggestion"!!! Como ficar imune a uma música tão fascinante e perturbadora??
Foi a partir daí que comecei a ouvir Gothic Rock, Pós Punk e afins, numa paixão que dura até hoje e, acredito, não vai terminar! Nunca!!"

sábado, julho 22, 2006

Mudanças!! (ainda que temporárias)

Devido a viagem do nosso contrabaixista André Black Bell para o Piauí, com previsão de retorno por enquanto indefinida, recrutamos temporariamente para o honroso posto... Henrique!!

Para quem não sabe, o mesmo atende pelo nick de Letárgico e já tocou na banda Almas Mortas, atualmente ele tem um projeto com o vocalista David denominado Noise Reduction ( ) On ( ) Off

Como este distinto cavalheiro já conhece muito bem as músicas da Modus, acreditamos que sua adaptação será relativamente fácil!! (será??)

E quanto ao Black Bell.... Volta logooo!!! Abraços e saudades dos seus companheiros de banda!!

domingo, junho 04, 2006

Que tal ter o logotipo da Modus Operandi no seu celular??

É isso mesmo!! E o melhor de tudo: de graça!! Basta você ter um celular de tela colorida e com acesso a internet! É muito simples:
1° Acesse do seu celular o seguite link: http://wap.brtones.com/80733
2° Vai aparecer uma mensagem informando "Imagem Recebida", no menu "Opções" escolha "Salvar imagem", no celular; onde for conveniente (geralmente é numa pasta chamada "Imagens" ou "Arquivos", dependendo do fabricante e do modelo).
3° Pronto! Agora escolha esta imagem como "Definir Papel de parede"!
Vale lembrar que o valor a ser pago será apenas do acesso a internet WAP cobrado pela sua operadora (a imagem é grátis!). A resolução desta imagem é de 128 x 128.
Nossos agradecimentos ao site Br Tones, que possibilitou tal recurso!! Obrigado!!

sexta-feira, abril 21, 2006

"Memsagi aberta prá toda a sena róqui de Sauvadô:"

A Modus Operandi completa 10 anos de sua existência com uma das mais incríveis histórias sobre construção de idéias, ideais e tudo o que estiver relacionado ao que existe de fato: a expressão de sentidos e sentimentos humanos por todos os meios possíveis. No momento a música é o elemento que temos para colocar tudo isso na prática.

Em 10 anos acompanhamos cenários e bandas que nasceram e morreram com a promessa de que Salvador iria entrar no eixo rocker nacional. Mamãe Ignorância Avarenta pariu meia dúzia de filhotes e quando sentiu fome, preparou a panela e comeu todos. Viva! Somos órfãos, vivemos por nossa própria conta!

Em 10 anos mostramos o nosso teor maniac, causando enormes estopins com os nossos próprios recursos, sem pegar qualquer tipo de atalho. Com isso, nos tornamos big brothers de verdade das pessoas que, como nós, têm a arte como religião sem fazer falsas profecias.
Nossa missão é atingir pelo menos mais 10 anos seguindo o nosso trabalho. O mecanismo da máquina não pode parar. E que as engrenagens continuem a girar. Darei um braço por isso, se for necessário!
Um ABRAÇO à todos da Instituição Modus Operandi
... e que o "panelão da estupidez" saia da frente: estamos em curso, não há nada que nos faça parar.

domingo, abril 16, 2006

Férias Temporárias!

Devido a viagem de nosso baixista e amigo André Black Bell ao Piauí, estaremos de férias temporárias neste mês de Abril, período que aproveitaremos para criar a capa do novo CD da Modus (pretendemos gravá-lo até Junho, já que estamos com um considerável número de músicas novas). Mas estaremos nos articulando para que ainda em Maio já possamos voltar a tocar, não conseguimos ficar muito tempo longe de um palco!
Aproveitamos para informar que ainda restam algumas (poucas) cópias do "Radio-Graphia", o nosso outro CD, quem quiser basta deixar um post com seu e-mail que entraremos em contato.
Obrigado a todos e até o nosso próximo show!!!

domingo, março 05, 2006

Novas músicas no Romeu's Garage!

Quem foi, viu!!

Abrimos o nosso show no Romeu's Garage com uma música nova chamada "Escotomas Cintilantes", a letra fala sobre um cara que enlouquece no meio de uma rave!!! (um tema bem atual diga-se de passagem). Também tocamos outra com o esdrúxulo título de "D22M02A06", esta falando sobre um encontro noturno! Provavelmente iremos incluir estas duas músicas no nosso novo CD Demo, com título ainda a ser definido.

No mais, agradecemos novamente ao público que compareceu (e aqueles que não puderam comparecer e se desculparam) e a grande iniciativa da Ecos & Sussurros, que juntou bandas iniciantes e fez um grande esforço num evento que novamento foi vitorioso!!

Muito obrigado a todos!!

segunda-feira, fevereiro 06, 2006

ROMEU`S GARAGE - "O palco do verdadeiro ROCK"

ROMEU`S GARAGE - "O palco do verdadeiro ROCK"

Dia 24/02, Sexta Feira:

15h00 - Monera
16h00 - Gallore
17h00 - Roleta Russa
18h00 - Amiga Triste

Dia 25/02, Sabado:

15h00 - Almas Mortas
16h00 - Ecos & Sussurros
17h00 - Declinium
18h00 - Modus Operandi

*stella maris / petromar / via d
16 horas*

Info: ecosesussurros@hotmail.com

sábado, janeiro 14, 2006

10 Anos de Modus Operandi!!

No dia 15 de janeiro de 1996, após algumas conversas e contatos, os amigos David (contrabaixo e voz), Rubem (guitarra), Rodrigo (guitarra), Igor (percussão metálica) e Veimar (bateria) reuniram-se para forjar um som na linha do Gótico e do Industrial, nascia assim a Modus Operandi!
Apesar de começar em 1996, a banda só realizou seu primeiro show no ano de 1998, já com a formação alterada (ver posts anteriores do Blog) e daí, depois de muitas idas e vindas, conseguiu completar 10 anos de batalha, suor, tentativas e erros e principalmente; perseverança. Vale lembrar que no início não havia um público formado como hoje, portanto as dificuldades eram maiores...
Mesmo com tantos problemas, continuamos com nossa persistência, e se depender de nós e das pessoas que entendem e ouvem nossa música, vamos permanecer por mais 10 anos ou até mesmo por 20, 30, 40, 50....
AGRADECEMOS A TODOS QUE CONTRIBUIRAM PARA QUE ESTA HISTÓRIA ESTEJA ACONTECENDO!! QUE VENHAM MAIS ANOS DE VIDA E DE MÚSICA!!

quinta-feira, janeiro 05, 2006

Modus Operandi entra em fase de composição do sucessor de Radio Graphia

Foi dado início ontem à noite, no estúdio Caverna do Som, ao processo de composição do novo material da Modus Operandi, ainda sem título previsto. Até o presente momento a banda produziu cerca de nove canções, algumas delas já incluídas no repertório dos shows como Vazios de Palavras e Instintos, Canção de Ninar e Destino.

Novas notícias sobre o novo disco, estarão disponíveis em breve. Acompanhem.